FISIOTERAPIA

Autorizado pela Portaria SERES Nº 565, de 27 de Setembro de 2016.
Publicada no Diário Oficial da União de 28 de Setembro de 2016.

 

Duração do Curso

10 Semestres

 

OBJETIVOS DO CURSO

O fisioterapeuta é quem cuida da recuperação e reabilitação de pacientes no que diz respeito às suas atividades do dia a dia. Ele atua tanto na prevenção como na recuperação de doenças musculares, articulares, neurológicas, cardiovasculares entre outras. Antes de definir como serão realizadas as sessões de fisioterapia, o profissional deve realizar um diagnóstico. Para isto ele analisa exames e laudos médicos, além de examinar e avaliar o paciente e identificar as possíveis queixas ou  pontos de dor e desconforto. Para a realização do tratamento, o fisioterapeuta utiliza técnicas terapêuticas manuais, como massagens, exercícios físicos e técnicas de manipulação, além dos recursos terapêuticos físicos, como exercícios na água e tratamentos à base de frio e calor (termoterapia). O fisioterapeuta deve ser humanista e gostar de cuidar de outras pessoas, auxiliando crianças, jovens, adultos e idosos na recuperação de sua saúde em diferentes casos, ou seja, deve ter sensibilidade para lidar com as pessoas e perseverança para ajudar os pacientes a alcançarem os resultados. Dentre as áreas onde o fisioterapeuta pode atuar, destacam-se as seguintes:

§ Saúde Preventiva – Propõe programas de promoção à saúde com o intuito de prevenir lesões, diminuir a tensão muscular e amenizar os sintomas de doenças articulares.

Também adapta melhor o ambiente de trabalho evitando lesões relacionadas às atividades profissionais

§ Fisioterapia do Trabalho – Orienta as pessoas em como prevenir e manter a saúde em seus ambientes de trabalho - elabora programas de ginástica laboral.

§ Fisioterapia Desportiva – Acompanha equipes esportivas em competições. Realiza avaliações funcionais periódicas e propõe tratamentos de prevenção e recuperação de

lesões musculares.

§ Indústria de Equipamentos – Desenvolve e testa novos equipamentos utilizados na fisioterapia clínica.

§ Ortopedia e Traumatologia – Atende pacientes com traumas, fraturas ou luxações.

§ Neurologia – Trata de pacientes com doenças crônicas relacionadas ao sistema nervoso, como Parkinson, Acidente Vascular Encefálico e esclerose múltipla.

§ Fisioterapia cardiovascular e respiratória – Esta relacionada ao tratamento de pacientes com disfunções cardiovasculares e respiratórias, com ênfase no tratamento

fisioterapêutico hospitalar.


A profissão de fisioterapeuta é regulamentada no país. Além do diploma de bacharel em Fisioterapia, o profissional deve obter um registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO) para atuar nesta área.

O mercado de trabalho para profissionais formados em Fisioterapia é amplo devido às diferentes áreas em que este profissional pode atuar (terapia intensiva, pediatria, saúde da mulher, ortopedia, dermato-funcional, respiratória, etc). Como existe bastante concorrência, é interessante que o fisioterapeuta busque fazer alguma especialização para se destacar no mercado. Pode trabalhar em hospitais, clínicas de fisioterapia e em empresas privadas atuando na área de Fisioterapia do Trabalho. Pode também trabalhar como autônomo, com pesquisa científica ou ainda optar pela carreira acadêmica.

A graduação em Fisioterapia é oferecida na habilitação de bacharelado e tem duração média de 5 anos.

A estrutura curricular do curso apresenta disciplinas generalistas nas áreas de Anatomia, Biologia, Saúde Pública e Fisiologia. O estudante aprende sobre as diferentes áreas de atuação, tais como ortopedia, cardiologia, traumatologia, neurologia, pneumologia, entre outras.

As técnicas de tratamento utilizadas em sessões de fisioterapia (massoterapia, termoterapia, fototerapia, hidroterapia, entre outras) são, na maioria dos casos, ensinadas em aulas práticas.